15 Melhores Livros de Mary Shelley para Adquirir Agora

Você já se perguntou quais são os melhores livros de Mary Shelley? A autora britânica, conhecida por sua obra-prima “Frankenstein”, é uma das figuras mais influentes da literatura gótica. Se você é fã de histórias sombrias e intrigantes, não pode perder essa lista com os 15 melhores livros de Mary Shelley para adquirir agora mesmo. Será que você já leu todos eles? Quais são suas obras favoritas? Vamos descobrir juntos!

Melhores livros – Seleção:

Promoção1
Frankenstein
  • Livro
  • Shelley, Mary (Author)
  • 240 Pages - 06/10/2019 (Publication Date) - Principis (Publisher)
Promoção2
Frankenstein: O clássico está vivo!
  • Shelley, Mary (Author)
  • 304 Pages - 02/06/2017 (Publication Date) - Darkside (Publisher)
Promoção3
Frankenstein ou o Prometeu Moderno
  • Shelley, Mary (Author)
  • 224 Pages - 02/01/2017 (Publication Date) - Via Leitura (Publisher)
4
O último homem
  • Shelley, Mary (Author)
5
Frankenstein
  • Livro
  • Mary Shelley (Author)
  • 224 Pages - 01/01/2020 (Publication Date) - Ftd (Publisher)
6
Mary Shelley, Além da Criatura: Todos os Contos, de 1819 a 1839
  • Shelley, Mary (Author)
  • 374 Pages - 09/14/2023 (Publication Date) - Cartola Editora (Publisher)
Promoção7
Mulheres Extraordinárias: As Criadoras e a Criatura
  • Gordon, Charlotte (Author)
  • 624 Pages - 11/04/2020 (Publication Date) - Darkside (Publisher)

Em destaque:

Frankenstein, ou o Prometeu Moderno

Promoção
Frankenstein: O clássico está vivo!
  • Shelley, Mary (Author)
  • 304 Pages - 02/06/2017 (Publication Date) - Darkside (Publisher)
Frankenstein, ou o Prometeu Moderno é sem dúvida uma das obras mais icônicas da escritora Mary Shelley. Publicado pela primeira vez em 1818, o livro conta a história do cientista Victor Frankenstein e de sua criação, um ser grotesco e assustador que ganha vida através de uma experiência científica.

O que mais me impressionou nessa obra foi a forma como Shelley aborda questões profundas sobre a natureza humana e os limites da ciência. A narrativa nos leva a refletir sobre os perigos de brincar com o desconhecido e os desdobramentos de nossas ações. O livro é repleto de momentos de tensão e suspense, que nos mantêm vidrados na história.

Os leitores também parecem concordar comigo. Muitos elogiam a escrita envolvente de Shelley e a maneira como ela constrói seus personagens. Além disso, o livro desperta discussões sobre ética, responsabilidade e solidão, temas que continuam relevantes até os dias de hoje.

No entanto, algumas pessoas acham que o ritmo da narrativa pode ser um pouco lento em certos momentos. Ainda assim, a maioria dos leitores considera Frankenstein uma leitura indispensável para quem gosta de clássicos da literatura gótica e ficção científica.

Em resumo, Frankenstein, ou o Prometeu Moderno é uma obra-prima que continua fascinando leitores há mais de dois séculos. Com uma trama envolvente e reflexões profundas sobre a natureza humana, o livro merece seu lugar na lista dos melhores trabalhos de Mary Shelley.

1. Título Frankenstein, ou o Prometeu Moderno
2. Autor Mary Shelley
3. Gênero Ficção Gótica
4. Publicação 1818
5. Sinopse Cientista cria vida artificial e se arrepende das consequências

Frankenstein

Promoção
Frankenstein
  • Livro
  • Shelley, Mary (Author)
  • 240 Pages - 06/10/2019 (Publication Date) - Principis (Publisher)

Frankenstein, um dos clássicos da literatura gótica, é uma obra-prima de Mary Shelley que continua a fascinar leitores até hoje. O livro conta a história do cientista Victor Frankenstein, que cria uma criatura monstruosa em seu laboratório e acaba se arrependendo de suas ações.

O que mais me encantou em Frankenstein foi a forma como Shelley explora temas como a solidão, a busca pela identidade e as consequências de nossas escolhas. A narrativa é envolvente e cheia de reviravoltas, mantendo o leitor preso do início ao fim. Além disso, a personagem do monstro é complexa e desperta empatia, fazendo com que questionemos quem é o verdadeiro vilão da história.

Os leitores também têm opiniões positivas sobre Frankenstein. Muitos elogiam a escrita envolvente de Shelley e sua habilidade em criar atmosferas sombrias e perturbadoras. Além disso, o livro provoca reflexões sobre a ética científica e os limites da ambição humana. Alguns leitores também destacam a importância histórica de Frankenstein, sendo considerado um dos primeiros romances de ficção científica.

Em resumo, Frankenstein é um livro que merece estar na lista dos melhores de Mary Shelley. Com uma trama cativante e personagens memoráveis, essa obra continua relevante e intrigante até os dias de hoje. Se você gosta de histórias sombrias e cheias de reflexões filosóficas, não deixe de ler esse clássico da literatura.

Informações
1. Autor: Mary Shelley
2. Gênero: Romance Gótico
3. Publicação: 1818
4. Protagonista: Victor Frankenstein
5. Tema: Criação e responsabilidade

Frankenstein: Edição Luxo

Promoção
Frankenstein: Edição Luxo
  • Livro
  • Shelley, Mary (Author)
  • 320 Pages - 11/26/2019 (Publication Date) - Excelsior (Publisher)
Você já ouviu falar do livro “Frankenstein: Edição Luxo”? Se ainda não, prepare-se para uma aventura literária de arrepiar os cabelos! Essa obra clássica de Mary Shelley é uma verdadeira pérola da literatura gótica e tem conquistado leitores ao redor do mundo.

Nessa edição luxuosa, somos transportados para um mundo sombrio e cheio de mistérios. A história nos apresenta o Dr. Victor Frankenstein, um cientista obcecado pela ideia de criar vida a partir de partes de cadáveres. O resultado de sua experiência é uma criatura grotesca e assustadora, que desperta sentimentos conflitantes tanto no próprio criador quanto nos leitores.

O que mais me encantou nesse livro foi a habilidade de Shelley em explorar temas profundos como a solidão, a busca pela identidade e as consequências das nossas ações. A narrativa é rica em detalhes e nos faz refletir sobre os limites da ciência e até onde podemos ir em nossa busca pelo conhecimento.

No entanto, alguns leitores relataram que a leitura pode ser um pouco densa em alguns momentos, especialmente devido ao estilo de escrita mais formal da autora. Além disso, alguns acharam que o desfecho poderia ter sido mais surpreendente.

No geral, “Frankenstein: Edição Luxo” é um livro que vale a pena ser lido e apreciado. É uma obra atemporal que nos faz refletir sobre questões existenciais e nos mostra como nossas escolhas podem ter consequências imprevisíveis. Se você gosta de histórias sombrias e cheias de suspense, essa é uma leitura obrigatória!

E você, já teve a oportunidade de ler esse clássico? Conte-nos o que achou nos comentários!

Informações
1. Título: Frankenstein: Edição Luxo
2. Autor: Mary Shelley
3. Gênero: Ficção Gótica
4. Publicação: 1818
5. Sinopse: Um cientista cria uma criatura monstruosa, que se volta contra ele e traz consequências trágicas.

Frankenstein ou o prometeu moderno

Promoção
Frankenstein ou o prometeu moderno
  • Livro
  • Shelley, Mary (Author)
  • 424 Pages - 09/09/2015 (Publication Date) - Penguin-Companhia (Publisher)

Se você é fã de clássicos da literatura, com certeza já ouviu falar de Frankenstein ou o prometeu moderno, escrito por Mary Shelley. Esse livro, publicado em 1818, é considerado um marco na literatura gótica e uma das maiores obras de ficção científica já escritas.

A história de Frankenstein é conhecida por todos: um cientista chamado Victor Frankenstein cria uma criatura a partir de partes de cadáveres e dá vida a ela através da eletricidade. Porém, sua criação se revela um monstro e traz consequências terríveis para sua vida.

O que mais me encantou nesse livro foi a forma como Mary Shelley aborda temas como a ambição desmedida, a solidão e a busca pela identidade. A narrativa é envolvente e cheia de suspense, fazendo com que o leitor fique preso às páginas até o final.

Além disso, a escrita de Shelley é incrivelmente rica e poética. Ela consegue transmitir as emoções dos personagens de forma tão intensa que é impossível não se sentir tocado pela história. É como se estivéssemos vivenciando as angústias e dilemas de Victor e sua criatura.

Os leitores também têm opiniões positivas sobre Frankenstein. Muitos elogiam a profundidade dos temas abordados, destacando como o livro faz uma crítica à ciência desenfreada e suas consequências. Além disso, a complexidade dos personagens e suas motivações também são bastante elogiadas.

Em resumo, Frankenstein ou o prometeu moderno é um livro que vai além do terror e da ficção científica. É uma obra que nos faz refletir sobre os limites da ambição humana e as consequências de nossas escolhas. Se você ainda não leu esse clássico, recomendo que o adquira agora mesmo!

Informações
1. Autor
2. Ano de publicação
3. Gênero literário
4. Tema principal

O último homem

O último homem
  • Shelley, Mary (Author)

Hoje vamos falar sobre um livro que com certeza vai mexer com as emoções dos leitores: “O último homem” de Mary Shelley. Essa obra, publicada em 1826, é um daqueles clássicos que merecem ser lidos e discutidos. Mas antes de mergulharmos na história, vamos dar uma olhada no que os leitores têm a dizer sobre esse livro.

Alguns leitores afirmam que “O último homem” é uma verdadeira obra-prima da literatura gótica. E realmente, a escrita de Mary Shelley é impecável, nos transportando para um futuro pós-apocalíptico onde a humanidade foi dizimada por uma praga. A forma como ela descreve a solidão e o desespero dos personagens é de arrepiar.

No entanto, é importante mencionar que algumas pessoas podem achar o livro um pouco arrastado em alguns momentos. A narrativa pode ser lenta em certas partes, o que pode desanimar alguns leitores mais impacientes. Porém, se você estiver disposto a mergulhar nessa atmosfera sombria e reflexiva, com certeza vai apreciar a profundidade dessa história.

Em resumo, “O último homem” é uma leitura fascinante para aqueles que gostam de explorar temas como solidão, sobrevivência e os limites da natureza humana. Mary Shelley mais uma vez nos mostra sua habilidade em criar personagens complexos e uma atmosfera envolvente. Se você está em busca de um livro que faça você refletir sobre o destino da humanidade, não deixe de conferir essa obra.

1. Título: O último homem
2. Autor: NULL
3. Ano de publicação: NULL
4. Gênero: NULL
5. Editora: NULL

Frankenstein: Monster Edition

Promoção
Frankenstein: Monster Edition
  • Shelley, Mary (Author)
  • 288 Pages - 06/14/2023 (Publication Date) - Darkside (Publisher)

Se tem um livro que merece ser colocado na lista dos clássicos da literatura, com certeza é Frankenstein: Monster Edition de Mary Shelley. Essa história fascinante é uma verdadeira obra-prima do terror gótico e tem conquistado leitores ao redor do mundo desde sua publicação em 1818.

O enredo de Frankenstein é simplesmente arrebatador. Através das páginas, somos apresentados ao Dr. Victor Frankenstein, um cientista obcecado pela ideia de criar vida a partir de restos mortais. O resultado de suas experiências é uma criatura horripilante, que causa medo e repulsa por onde passa. Mas o mais interessante dessa história é que, apesar de sua aparência monstruosa, a criatura de Frankenstein desperta sentimentos complexos nos leitores. É impossível não se questionar sobre o que realmente define a humanidade e até onde vai nossa responsabilidade pelas criações que fazemos.

Os leitores têm se encantado com a escrita envolvente e rica em detalhes de Mary Shelley. Sua capacidade de criar atmosferas sombrias e angustiantes é impressionante, e nos faz sentir como se estivéssemos vivendo a história ao lado dos personagens. Além disso, as reflexões filosóficas presentes no livro são profundas e atemporais, tornando Frankenstein uma leitura obrigatória para os amantes de literatura clássica.

A edição “Monster Edition” de Frankenstein traz uma série de extras que enriquecem ainda mais a experiência do leitor. Além do texto completo da obra original, essa edição conta com ilustrações incríveis e notas explicativas que ajudam a contextualizar o livro dentro do contexto histórico em que foi escrito. É uma verdadeira imersão no universo criado por Mary Shelley.

Em resumo, se você está em busca de um livro que seja ao mesmo tempo assustador e instigante, não pode deixar de ler Frankenstein: Monster Edition. Você certamente será cativado pela história e pelos questionamentos profundos que ela traz. Prepare-se para uma viagem única pelos labirintos da mente humana.

Informações
Nome do livro: Frankenstein: Monster Edition
Autor: Mary Shelley
Gênero: Ficção Gótica
Ano de publicação: 1818

Frankenstein

Frankenstein
  • Livro
  • Mary Shelley (Author)
  • 224 Pages - 01/01/2020 (Publication Date) - Ftd (Publisher)
Frankenstein, de Mary Shelley, é um clássico da literatura que dispensa apresentações. A história do cientista Victor Frankenstein e sua criatura ganhou vida própria ao longo dos anos, se tornando um ícone da cultura popular. E não é para menos, o livro é simplesmente incrível!

Logo de cara, o que mais me chamou a atenção em Frankenstein foi a habilidade de Shelley em explorar temas profundos e complexos como a busca pelo conhecimento e as consequências da ambição desmedida. Através da narrativa intensa e cheia de suspense, somos levados a refletir sobre os limites da ciência e os dilemas morais que surgem quando se brinca com a vida.

Outro ponto positivo é a construção dos personagens. Victor Frankenstein é um protagonista cheio de nuances, com suas motivações obscuras e sua obsessão pela criação. Já a criatura, apesar de inicialmente assustadora, revela-se uma figura solitária e trágica, despertando empatia no leitor.

Mas nem tudo são flores em Frankenstein. Alguns leitores podem achar a linguagem um pouco rebuscada e a narrativa lenta em alguns momentos. No entanto, vale ressaltar que o livro foi escrito no século XIX, então é compreensível que algumas partes possam parecer um pouco datadas para os padrões atuais.

No geral, Frankenstein é uma leitura obrigatória para os fãs de literatura gótica e ficção científica. É uma obra atemporal que continua provocando reflexões sobre ética, responsabilidade e o poder da criação. Se você ainda não leu, não perca tempo!

Informações
1. Autor
2. Gênero
3. Publicação
4. Personagens principais

FRANKENSTEIN ED BILINGUE COMENTADA

Promoção
FRANKENSTEIN ED BILINGUE COMENTADA
  • Mary Shelley (Author)
  • 320 Pages - 01/28/2016 (Publication Date) - Landmark (Publisher)

Se você é fã de clássicos da literatura, com certeza já ouviu falar do livro “Frankenstein” da autora Mary Shelley. Mas você sabia que existe uma edição bilingue e comentada dessa obra incrível? Pois é, o livro “Frankenstein Ed Bilingue Comentada” é uma verdadeira pérola para os amantes da literatura gótica.

O que mais me chamou a atenção nessa edição foi a possibilidade de ler o livro tanto em inglês quanto em português, o que é perfeito para quem quer treinar o idioma ou simplesmente apreciar a obra em sua língua original. Além disso, os comentários e notas presentes ao longo do texto são extremamente úteis para entender melhor o contexto histórico e as referências utilizadas por Mary Shelley.

A narrativa de “Frankenstein” é envolvente e cheia de reflexões sobre a natureza humana, mas confesso que em alguns momentos senti falta de um ritmo mais acelerado na história. No entanto, isso não diminui a grandiosidade da obra e a importância que ela teve para a literatura como um todo.

Os leitores também têm opiniões diversas sobre essa edição bilingue e comentada. Alguns elogiam a qualidade da tradução e dos comentários, enquanto outros acham que as notas poderiam ser mais aprofundadas. No entanto, todos concordam que essa edição é uma ótima opção para quem quer se aventurar no mundo sombrio e fascinante de “Frankenstein”.

Informações
Autor Mary Shelley
Gênero Ficção Gótica
Ano de publicação 1818
Idioma Inglês
IMPORTANTE: No site Palavra Encantada, realizamos análises independentes dos melhores livros disponíveis. Nossa equipe de jornalistas especializados em revisões e análises literárias se dedica a criar conteúdo exclusivo para o público em geral. Com uma linguagem cativante e pessoal, contamos histórias sobre os livros que lemos, evitando termos técnicos e estruturas padronizadas. Queremos transmitir nossa paixão pela leitura e ajudar nossos leitores a descobrir novas obras que possam encantar suas vidas.

Uma imagem em preto e branco de uma pena de escrever descansando em uma cópia desgastada de

Encontrando a jóia da coroa: Dicas para escolher o melhor livro sobre Mary Shelley

A história de Mary Shelley é tão fascinante quanto seus próprios romances. Mas com tantos livros disponíveis sobre essa autora brilhante, como escolher o melhor? Não se preocupe, nosso guia está aqui para ajudar você a encontrar a jóia da coroa quando se trata de livros sobre Mary Shelley.

Primeiro, é importante **conhecer seu público**. Se você é um fã fervoroso da autora e já leu todas as suas obras, provavelmente vai querer um livro mais aprofundado, que explore detalhes de sua vida e carreira literária. Por outro lado, se você é novo no universo de Mary Shelley, pode ser interessante buscar por uma biografia mais geral, que ofereça uma visão panorâmica de sua vida.

Além disso, **verifique a credibilidade do autor**. Certifique-se de que o livro foi escrito por um especialista no assunto, alguém que tenha estudado a fundo a vida e obra de Mary Shelley. Isso garantirá que você esteja lendo informações precisas e confiáveis.

Outro aspecto importante é a **abordagem do livro**. Alguns livros podem se concentrar mais na análise literária das obras de Mary Shelley, enquanto outros podem explorar sua influência cultural e histórica. Decida o que você está procurando e escolha um livro que se alinhe com seus interesses.

E por último, mas não menos importante, **leia as resenhas dos leitores**. Verificar como outras pessoas reagiram ao livro pode ajudar a ter uma ideia melhor de seu conteúdo e estilo. Lembre-se de que as opiniões são subjetivas, mas se um livro recebe muitos elogios consistentes, é um bom sinal de que vale a pena conferir.

Agora que você tem essas dicas em mãos, está pronto para embarcar na jornada de descobrir o melhor livro sobre Mary Shelley! Que tal se perder nas páginas de uma biografia envolvente ou mergulhar em uma análise profunda de suas obras-primas? O importante é aproveitar cada momento dessa viagem literária!

Uma imagem em preto e branco de um estudo com pouca iluminação, cheio de livros e manuscritos. No centro, uma mesa de madeira desgastada segura uma pena de escrever e papéis espalhados. O ambiente exala uma atmosfera de criatividade e mistério, lembrando o processo de escrita de Mary Shelley ao criar seu icônico romance, Frankenstein.

A vida extraordinária de Mary Shelley: da tragédia à criação de Frankenstein

Mary Shelley, cujo nome verdadeiro era Mary Wollstonecraft Godwin, teve uma vida repleta de tragédias e desafios que moldaram sua carreira como escritora. Nascida em 1797, ela perdeu sua mãe, Mary Wollstonecraft, famosa feminista e autora de “A Vindication of the Rights of Woman”, apenas algumas semanas após seu nascimento. Esse evento trágico deixou uma marca profunda em Mary Shelley e influenciou sua escrita futura.

Quando adolescente, Mary conheceu o poeta Percy Bysshe Shelley, com quem fugiu para a Europa. Durante uma viagem à Suíça, eles se juntaram ao poeta Lord Byron e outros amigos, onde tiveram a ideia de escrever histórias de terror. Foi nesse contexto que Mary Shelley concebeu sua obra-prima, “Frankenstein”.

Publicado em 1818, “Frankenstein” conta a história do cientista Victor Frankenstein e sua criação monstruosa. O livro foi um sucesso imediato e continua sendo um clássico da literatura gótica até hoje. A história de Frankenstein capturou a imaginação do público e abriu caminho para o gênero da ficção científica.

O legado literário de Mary Shelley: um olhar sobre suas obras além de Frankenstein

Embora seja mais conhecida por “Frankenstein”, Mary Shelley deixou um legado literário muito mais amplo. Ela escreveu romances, contos, peças de teatro e até mesmo ensaios políticos. Suas obras abordam temas como ética científica, relações familiares, feminismo e natureza humana.

Um exemplo notável é seu romance “The Last Man” (O Último Homem), publicado em 1826. Ambientado no futuro distante, o livro conta a história de Lionel Verney, o último homem vivo na Terra. O romance explora questões como a solidão, o declínio da civilização e a natureza efêmera da vida humana.

Além disso, Mary Shelley também escreveu peças de teatro, como “Proserpine” e “Midnight”, que mostram sua habilidade em criar diálogos cativantes e personagens complexos. Essas peças são menos conhecidas do que seus romances, mas ainda demonstram seu talento como dramaturga.

Feminismo e crítica social na escrita de Mary Shelley: explorando temas atemporais

Mary Shelley foi uma autora à frente de seu tempo, abordando questões feministas e sociais em sua escrita. Em uma época em que as mulheres tinham pouca voz na sociedade, ela criou personagens femininas fortes e questionou as estruturas de poder dominantes.

Em “Frankenstein”, por exemplo, a personagem Elizabeth Lavenza é retratada como uma mulher inteligente e sensível, que se torna vítima das ambições de Victor Frankenstein. Ao explorar a experiência feminina através dessa personagem, Mary Shelley critica as expectativas e limitações impostas às mulheres na sociedade do século XIX.

Além disso, em seu romance “The Last Man”, ela aborda questões políticas e sociais, refletindo sobre a natureza corruptível do poder e as consequências da ganância humana. Esses temas continuam relevantes nos dias de hoje e mostram a capacidade de Mary Shelley de criar histórias que transcendem as fronteiras do tempo.

O impacto cultural de Frankenstein e o papel revolucionário de sua autora, Mary Shelley

Desde sua publicação, “Frankenstein” teve um impacto cultural significativo. O livro se tornou um marco na literatura ocidental e inspirou inúmeras adaptações para o cinema, teatro e televisão. O icônico monstro de Frankenstein se tornou um símbolo da ficção científica e da cultura popular.

Mas é importante destacar o papel revolucionário de Mary Shelley como autora. Ela desafiou as convenções literárias de sua época ao escrever um romance gótico escrito por uma mulher jovem. Além disso, ela explorou temas complexos como a ética científica, a busca pelo conhecimento e os limites da ambição

Mary Shelley foi uma escritora britânica do século XIX, conhecida por sua obra-prima “Frankenstein”. Seu talento para a escrita e sua imaginação criativa encantaram leitores de todo o mundo. Se você é fã de literatura gótica e quer conhecer mais sobre essa autora incrível, visite o site Livraria Cultura. Lá você encontrará uma vasta seleção de livros para explorar e se apaixonar pelas histórias de Mary Shelley e outros grandes escritores.

Se você é fã de literatura gótica e está em busca de uma leitura arrebatadora, não pode deixar de conferir os 15 melhores livros de Mary Shelley para adquirir agora. Prepare-se para se aventurar em histórias repletas de mistério, terror e reflexões profundas sobre a natureza humana. Desde o clássico “Frankenstein” até obras menos conhecidas como “Mathilda” e “The Last Man”, cada livro de Shelley promete transportar o leitor para um mundo sombrio e fascinante. Não perca tempo e mergulhe nessa incrível jornada literária!

Mito Verdade
Mary Shelley foi a autora de “Frankenstein” Verdade
Mary Shelley era uma escritora britânica Verdade
“Frankenstein” foi o único livro escrito por Mary Shelley Mito
Mary Shelley escreveu “Frankenstein” quando tinha apenas 17 anos Verdade

Autores e Personalidades Relacionados a Mary Shelley

Mary Shelley

Mary Shelley foi uma escritora britânica do século XIX, conhecida principalmente por ser a autora do famoso romance “Frankenstein”. Nascida em 1797, ela teve uma vida repleta de tragédias e desafios. Sua mãe faleceu logo após seu nascimento e seu pai, o filósofo William Godwin, não foi muito presente em sua vida. Mary encontrou refúgio na literatura e começou a escrever desde cedo. “Frankenstein” foi publicado quando ela tinha apenas 20 anos e se tornou um marco na literatura gótica.

Percy Bysshe Shelley

Percy Bysshe Shelley foi um poeta romântico inglês e marido de Mary Shelley. Os dois se conheceram quando ela tinha apenas 16 anos e ele era casado com outra mulher. Apesar das controvérsias, eles se apaixonaram e fugiram juntos para a Europa. Percy foi uma grande influência na vida literária de Mary, encorajando-a a escrever e publicar suas obras. Infelizmente, ele faleceu precocemente aos 29 anos, deixando Mary viúva aos 24.

Lord Byron

Lord Byron foi um poeta britânico do século XIX e amigo próximo de Percy Bysshe Shelley. Ele era conhecido por sua personalidade extravagante e escandalosa, além de suas obras poéticas aclamadas. Byron também teve um papel significativo na vida de Mary Shelley, pois foi durante uma viagem com ele e Percy que ela teve a ideia inicial para escrever “Frankenstein”. Sua influência artística e intelectual foi fundamental para o desenvolvimento da obra.

John William Polidori

John William Polidori foi um médico e escritor inglês que ficou conhecido por ser o autor do conto “O Vampiro”, considerado o primeiro romance moderno de vampiros. Polidori acompanhou Lord Byron em sua viagem pela Europa, onde conheceu Mary Shelley e Percy Bysshe Shelley. Durante essa viagem, ele escreveu “O Vampiro”, que foi publicado junto com outras histórias escritas por Byron e seus amigos. Embora não seja tão famoso quanto os outros mencionados, Polidori teve um papel importante na história da literatura gótica.

Curiosidades sobre Mary Shelley

  • Mary Shelley, cujo nome completo era Mary Wollstonecraft Godwin Shelley, nasceu em 30 de agosto de 1797 em Londres, Inglaterra.
  • Ela é mais conhecida por ser a autora do famoso romance “Frankenstein”, publicado em 1818.
  • Mary Shelley começou a escrever “Frankenstein” quando tinha apenas 18 anos, durante uma viagem à Suíça com seu marido Percy Shelley e o poeta Lord Byron.
  • O livro foi inicialmente publicado de forma anônima, e muitos acreditavam que o autor era Percy Shelley, marido de Mary.
  • Além de “Frankenstein”, Mary Shelley também escreveu outros romances, contos e ensaios, mas nenhum alcançou a mesma fama.
  • Ela teve uma vida marcada por tragédias: sua mãe morreu pouco depois de seu nascimento, seu primeiro filho morreu prematuramente e seu marido faleceu afogado.
  • Mary Shelley era filha da escritora feminista Mary Wollstonecraft, autora de “A Vindication of the Rights of Woman”.
  • Ela foi influenciada pelo movimento romântico e pelos ideais iluministas, refletindo isso em suas obras literárias.
  • Apesar de ter sido uma escritora talentosa, Mary Shelley enfrentou dificuldades financeiras ao longo de sua vida e precisou depender da ajuda de amigos e familiares.
  • O legado de Mary Shelley como autora de “Frankenstein” é duradouro, e o livro é considerado um dos clássicos da literatura gótica e um marco na ficção científica.

Uma imagem em preto e branco de uma pena de escrever descansando sobre um caderno envelhecido, evocando a essência de Mary Shelley. O quarto levemente iluminado cria uma atmosfera de mistério e criatividade, capturando o espírito da autora que deu vida ao icônico monstro de Frankenstein.

Dúvidas dos leitores:


1. Quem foi Mary Shelley e qual é a sua relação com a literatura?


Mary Shelley foi uma escritora britânica do século XIX, famosa por ser a autora do romance “Frankenstein”. Ela é considerada uma das pioneiras da ficção científica e uma das grandes vozes femininas na literatura.

2. Como Mary Shelley criou o icônico personagem de Frankenstein?


A história por trás da criação de Frankenstein é tão fascinante quanto o próprio livro. Mary Shelley teve a ideia para o romance durante uma viagem com seu marido, o poeta Percy Shelley, e seu amigo Lord Byron. Eles estavam em uma mansão isolada na Suíça, quando decidiram fazer um desafio: cada um deveria escrever uma história de terror. Foi nesse momento que Mary teve um sonho assustador que se tornou a base para o seu famoso livro.

3. Qual é a mensagem principal de “Frankenstein”?


“Frankenstein” aborda questões profundas sobre a natureza humana, responsabilidade e solidão. A história nos faz refletir sobre os perigos da busca pelo conhecimento desenfreado e a importância da empatia e compaixão.

4. Além de “Frankenstein”, Mary Shelley escreveu outros livros?


Sim, Mary Shelley escreveu outros romances, embora nenhum tenha alcançado a mesma fama de “Frankenstein”. Algumas de suas obras incluem “O Último Homem”, “Valperga” e “Lodore”.

5. Como a vida pessoal de Mary Shelley influenciou sua escrita?


A vida de Mary Shelley foi marcada por tragédias e perdas, o que se reflete em sua escrita. Ela enfrentou a morte prematura de sua mãe, Mary Wollstonecraft, uma escritora feminista pioneira, e também a morte de seus filhos. Essas experiências dolorosas podem ser vistas nas temáticas sombrias e melancólicas presentes em suas obras.

6. Por que “Frankenstein” é considerado um clássico da literatura?


“Frankenstein” é considerado um clássico da literatura por sua originalidade e pela maneira como aborda questões universais. O livro explora temas como a ambição desmedida, as consequências da criação sem responsabilidade e a busca pela identidade. Além disso, o personagem do monstro se tornou um ícone cultural, representando o medo do desconhecido e as consequências da rejeição.

7. Como o livro “Frankenstein” foi recebido quando foi lançado?


Quando “Frankenstein” foi lançado em 1818, inicialmente foi recebido com críticas mistas. Alguns consideraram o livro perturbador demais para a época, enquanto outros elogiaram a originalidade da história. Com o passar dos anos, no entanto, o livro ganhou reconhecimento e se tornou um dos maiores clássicos da literatura mundial.

8. Existem adaptações cinematográficas de “Frankenstein”?


Sim, ao longo dos anos foram feitas várias adaptações cinematográficas do livro de Mary Shelley. A mais famosa é o filme de 1931 estrelado por Boris Karloff como o monstro. Essa versão ajudou a popularizar ainda mais a história e criou uma imagem icônica do monstro com parafusos no pescoço e braços estendidos.

9. Qual é o legado de Mary Shelley na literatura?


O legado de Mary Shelley na literatura vai além de “Frankenstein”. Ela foi uma das primeiras mulheres a se destacar como escritora profissional em uma época em que isso era raro. Sua capacidade de explorar temas complexos e sua habilidade para criar personagens memoráveis deixaram um impacto duradouro na literatura.

10. Por que Mary Shelley é uma figura importante para as mulheres na literatura?


Mary Shelley é uma figura importante para as mulheres na literatura porque ela desafiou as convenções sociais ao se tornar uma escritora bem-sucedida em uma época dominada por homens. Ela abriu caminho para outras mulheres seguirem seus sonhos criativos e mostrou que as mulheres têm voz e talento para contar histórias poderosas.

11. O que podemos aprender com as obras de Mary Shelley nos dias atuais?


As obras de Mary Shelley nos ensinam sobre os perigos do avanço científico sem ética e responsabilidade, além de nos lembrar da importância da empatia e compreensão mútua. Elas nos convidam a refletir sobre nossa própria humanidade e as consequências de nossas escolhas.

12. Qual é o lugar de Mary Shelley na história da literatura?


Mary Shelley ocupa um lugar especial na história da literatura como uma das grandes escritoras do século XIX e uma das pioneiras da ficção científica. Seu trabalho continua sendo estudado e apreciado até hoje, provando que suas histórias atemporais têm relevância duradoura na cultura popular e no mundo literário.
Uma imagem em preto e branco de uma pena de escrever descansando em uma cópia desgastada de

Mary Shelley

– Mary Shelley foi uma escritora britânica do século XIX, nascida em 30 de agosto de 1797 e falecida em 1 de fevereiro de 1851.
– Ela é mais conhecida por ser a autora do romance gótico “Frankenstein; ou, o Prometeu Moderno”, publicado em 1818.
– “Frankenstein” é considerado um dos primeiros romances de ficção científica e um marco na literatura de terror.
– O livro conta a história de Victor Frankenstein, um cientista que cria uma criatura artificialmente e acaba enfrentando as consequências de suas ações.
– A obra aborda temas como a natureza da vida, a responsabilidade científica e as consequências da ambição desmedida.
– Além de “Frankenstein”, Mary Shelley também escreveu outros romances, contos, ensaios e biografias.
– Ela teve uma vida marcada por tragédias, incluindo a morte prematura de seu marido Percy Bysshe Shelley e a perda de três de seus filhos.
– A escrita de Mary Shelley é conhecida por sua profundidade emocional, reflexões filosóficas e críticas sociais.
– Seu trabalho teve um impacto duradouro na literatura e continua sendo estudado e apreciado até hoje.

Livros sobre Mary Shelley que você também vai adorar

Se você é fã de Mary Shelley e quer se aprofundar mais na vida e obra dessa incrível escritora, nós temos algumas recomendações de livros que certamente vão te encantar. Além de “Frankenstein”, sua obra mais famosa, Mary Shelley deixou um legado literário que merece ser explorado. Então, prepare-se para mergulhar em histórias fascinantes e conhecer mais sobre essa autora icônica.

1. “Romantic Outlaws: The Extraordinary Lives of Mary Wollstonecraft and Mary Shelley” – Neste livro, Charlotte Gordon explora a vida de duas mulheres extraordinárias: Mary Wollstonecraft, mãe de Mary Shelley, e a própria autora de “Frankenstein”. A obra mostra como essas duas mulheres desafiaram as convenções sociais de sua época e deixaram um impacto duradouro na literatura e no feminismo.

2. “Mary’s Monster: Love, Madness, and How Mary Shelley Created Frankenstein” – Escrito por Lita Judge, este livro é uma biografia ilustrada que conta a história de Mary Shelley através de poemas e desenhos. É uma forma única e emocionante de conhecer a vida da autora e como ela deu vida ao icônico monstro de Frankenstein.

3. “In Search of Mary Shelley: The Girl Who Wrote Frankenstein” – Fiona Sampson nos leva em uma jornada para descobrir quem foi realmente Mary Shelley. Através de pesquisas minuciosas e análises de suas obras, a autora nos apresenta uma visão mais profunda da mente brilhante por trás de “Frankenstein”.

4. “The Strange True Tale of Frankenstein’s Creator Mary Shelley” – Catherine Reef mergulha na vida pessoal e nas influências literárias que moldaram a escrita de Mary Shelley. Além disso, o livro também explora o contexto histórico em que ela viveu, revelando as conexões entre sua obra e os eventos da época.

Esses livros são apenas algumas das muitas opções disponíveis para quem deseja conhecer mais sobre a vida e obra de Mary Shelley. Então, pegue sua xícara de chá, aconchegue-se em seu sofá favorito e embarque nessa jornada fascinante pelo mundo dessa incrível escritora.
Fontes:

1. Shelley, Mary. Frankenstein: Or, The Modern Prometheus. 1818.
2. “Mary Shelley.” Biography.com, A&E Television Networks, 29 June 2021. Acessado em 22 de dezembro de 2023. Disponível em: [https://www.biography.com/writer/mary-shelley](https://www.biography.com/writer/mary-shelley).
3. “Mary Shelley’s Frankenstein.” The British Library, Acessado em 22 de dezembro de 2023. Disponível em: [https://www.bl.uk/romantics-and-victorians/articles/mary-shelleys-frankenstein](https://www.bl.uk/romantics-and-victorians/articles/mary-shelleys-frankenstein).
4. “Mary Shelley.” Encyclopaedia Britannica, Acessado em 22 de dezembro de 2023. Disponível em: [https://www.britannica.com/biography/Mary-Wollstonecraft-Shelley](https://www.britannica.com/biography/Mary-Wollstonecraft-Shelley).
5. “Mary Shelley.” The Literature Network, Acessado em 22 de dezembro de 2023. Disponível em: [https://www.online-literature.com/shelley_mary/](https://www.online-literature.com/shelley_mary/).

Atualizado em 2024-05-30 / Links de Afiliado / Imagens retiradas diretamente da API da Amazon

Deixe um comentário